quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Relato em Livro de Lobsang Rampa Atesta Existência de Jesus

Lobsang Rampa atesta neste relato em um de seus livros “ O Eremita” que de fato Jesus existiu. Jesus neste relato nos foi enviado pelos sábios ETs com a função de levar disciplina espiritual para a humanidade; embora nem tudo tivesse saído como se esperava que fosse, por conta de certas gentes. Veja aqui o relato trazido no livro:

“Houve outros que fundaram novas formas de religião, como Maomé, Confúcio e muitos outros que seria inútil mencionar. Mas cada um desses homens era controlado por nós ou adestrado com a intenção fundamental de que uma crença mundial seria estabelecida e então os líderes dessas religiões guiariam os seus adeptos para uma vida melhor. Queríamos que cada ser humano procedesse em relação aos outros como gostaria de que os outros procedessem em relação a ele. Tentamos criar um estado de harmonia universal tal como existia em nosso Império, mas essa nova humanidade não estava ainda suficientemente adiantada para abandonar o egoísmo e trabalhar pelo bem dos outros.

Os sábios estavam muito descontentes com os progressos alcançados. Em vista disso, um novo plano foi proposto. Um dos sábios havia observado que todos os enviados à Terra até então tinham sido introduzidos em famílias ricas. Como ele corretamente raciocinou, as classes mais humildes rejeitavam automaticamente as palavras de uma pessoa das classes mais altas. Desse modo, efetuou-se uma pesquisa, primeiro nos arquivos do passado, à procura de uma mulher em condições de ter tal filho. Procurou-se uma mulher em condições de uma família das classes mais humildes e num país onde se esperava que uma nova religião ou doutrina pudesse florescer. Os pesquisadores se empenharam nessa tarefa. Apresentaram-se numerosas possibilidades. Três homens e três mulheres foram desembarcados na Terra s fim de que pudessem prosseguir nas investigações para que a família mais conveniente fosse selecionada.

O consenso da opinião apontou uma jovem mulher que não tinha filhos e era casada com um praticante de um dos mais velhos ofícios da Terra, o ofício de carpinteiro. Os sábios raciocinaram que a maioria do povo era dessa classe e que portanto haveria mais disposição a ouvir a palavra de um deles. Assim, a mulher recebeu a visita de um de nós, a quem tomu por um anjo, que lhe disse que ela ia receber uma grande honra. Ia ter um filho que seria o fundador de uma nova religião. No devido tempo, esperou seu filho, mas então correu um desses fatos muito comuns naquela parte do mundo. A mulher teve de deixar a casa em companhia do marido em consequência da perseguição de um rei local.

Dirigiram-se para uma cidade do Oriente Médio e ali a mulher descobriu que a sua hora era chegada. Não havia lugar algum para onde pudessem ir senão à estrebaria de uma estalagem. Ali nasceu o menino. Tínhamos seguido a fuga, prontos para entrar em ação, se houvesse necessidade. Três homens da tripulação da nave de vigilância desceram à superfície da Terra e se encaminharam para a estrebaria. Souberam com desalento que a nave deles fora vista e tomada por uma estrela nova.

O menino chegou à idade adulta e, graças a doutrinação especial que recebia constantemente pela telepatia, mostrou muita promessa. Ainda menino, discutiu com os mais velhos e, infelizmente, despertou a antipatia dos sacerdotes locais. Ainda bem moço, afastou-se daqueles que conhecia e viajou para muitas terras do Oriente. Nós o encaminhamos para o Tibete e ele atravessou as montanhas e passou algum tempo na Catedral

De Lhasa, onde ainda agora se pode ver a marca de suas mãos. Ali recebeu conselhos e assistência para a formulação de uma religião adequada aos povos ocidentais.

Durante a sua permanência em Lhasa, foi submetido a tratamento especial no qual o corpo astral do humano terrestre foi libertado e levado para outra existência. Em seu lugar, foi escolhido um corpo astral escolhido por nós. Tratava-se de uma pessoa com grande experiência de assuntos espirituais, muito maior experiência do que poderia ser conseguido na Terra em quaisquer condições. Empregamos com frequência esse sistema de transmigração no tratamento de raças atrasadas. Afinal, tudo ficou pronto e ele fez a longa viagem de volta à sua terra. Ali chegando, teve êxito de recrutar certas pessoas que o ajudaram a disseminar a nova religião.

Infelizmente, o primeiro ocupante do corpo havia provocado a antipatia dos sacerdotes. Estes se lembraram do fato e tramaram cuidadosamente um incidente em consequência do qual o homem foi preso. Desde que dominavam o juiz que tinha de conhecer do caso, a conclusão era inevitável. Pensamos em salvá-lo, mas chegamos à conclusão de que isso teria maus resultados para a população em geral e para a nova religião.

A nova forma de disciplina espiritual se propagou. Mas , ainda uma vez, houve quem a subvertesse para servir aos seus fins pessoais. Cerca de sessenta anos depois de seu início, foi realizada uma grande assembleia na cidade de Constantinopla. Muitos sacerdotes ali se reuniram. Muitos deles eram homens pervertidos que tinham desejos sexuais depravados e consideravam impura a heterossexualidade. Graças ao seu voto majoritário, os ensinamentos verdadeiros foram alterados e a mulher foi considerada impura. Passaram a professar erroneamente que todas as crianças nascem em pecado. Resolveram publicar um livro sobre os acontecimentos de sessenta anos antes.

Foram contratados escritores para redigir os livros dentro das mesmas linhas, utilizando tanto quanto possível as histórias e lendas que tinham sido transmitidas, com todas as suas inexatidões, de uma pessoa para outra. Durante anos a fio, várias comissões se reuniram para acrescentar, cortar ou alterar os trechos que não lhes agradavam. Por fim, foi escrito um livro que não ensinava a verdadeira crença mas era, na realidade, material de propaganda para realçar o poder dos sacerdotes. Durante os séculos seguintes, os sacerdotes, que deveriam ajudar no desenvolvimento da humanidade, impediram-n ativamente. Propagaram-se falsas lendas e torceram-se os fatos. Se os povos da Terra e particularmente os maus sacerdotes não mudarem de rumo, nós os povos do Império, teremos de ocupar o mundo da Terra. Enquanto isso, salvo em casos extremos como este, temos ordens de não ter contato com os homens e de não entrar em entendimento com nenhum governo na Terra. “

Através do link o livro on line essa narrativa pode ser a partir da página 169:

( https://pt.scribd.com/document/70610307/Lobsang-Rampa-o-Eremita )

O Eremita – Lobsang Rampa

Editora Recod - 9ª Edição

Páginas 180 a 183

Narrativa em Livro de Lobsang Rampa Converge Para Roger Penrose Sobre Origem do Universo



Relato em livro de Lobsang Rampa corrobora com as ideias de Roger Penrose sobre origem do universo. Segundo Penrose “Big Bang pode não ter sido somente o início de tudo, como também, o fim de um outro Universo.” No relato em Lobsang, o universo surge a partir de um cometa “colidir com o mundo frio e morto que tinha sido o centro daquela galáxia.” Em ambos se pode concluir que vem o universo a partir de outro findado.

“ Segundo Roger Penrose, prestigiado físico da Universidade de Oxford, o famoso Big Bang pode não ter sido somente o início de tudo, como também, o fim de um outro Universo que existia antes desse. E, melhor, o britânico diz ter agora evidências concretas sobre esse ciclo cosmológico.” Veja aqui mais detalhes. (http://www.galeriadometeorito.com/2013/08/big-bang-pode-ter-sido-o-fim-de-um.html )


Veja como nos relata Lobsang Rampa:

“As estrelas iniciaram um balanço rítmico umas em relação às outras e em torno de algum centro invisível ... apareceu então um vasto cometa com a cauda flamejante apontado para aquele centro escuro e invisível. O cometa correu... arrastando outros mundos. Foi, afinal, colidir com o mundo frio e morto que tinha sido o centro daquela galáxia. Outros mundos, arrastados das suas órbitas predetermidas pelo aumento da gravitação, precipitaram-se numa corrida de colisão. No instante em que o cometa e o mundo morto colidiram, todo o universo pareceu explodir em chamas. Vórtice de matéria incandescente foram atirados através do espaço. Gases chamejantes envolveram os mundos próximos. Todo o universo, tal como era visto na tela... se tornou uma brilhante e violenta massa de gases em fogo.

Pouco a pouco, a intensa claridade que enchi todo o espaço diminuiu. Afinal , houve uma massa central flamejante logo cercada de menores massas também em chamas. Fragmentos de material incandescente foram arremessados longe enquanto a grande massa central vibrava e se convulsionava na agonia da nova conflagração ...

A luminosidade do sol central se amorteceu, mas, ainda assim, era muito grande. Os mundos próximos ainda estavam em fogo, mas já se moviam e giravam nas suas novas órbitas... ”

O Eremita – Lobsang Rampa
Editora Recod - 9ª Edição
Páginas 150 e 151

( Por este link, veja no livro on line esse trecho a partir da página 136 )

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

“Dentro de Você” , Uma Música Espiritualista

Na música “Dentro de Você” , Gabriel  O Pensador nos dá uns conselhos, uns toques preciosos para termos uma vida mais positiva e valiosa. Entre outras coisas , ele nos diz que só quando a gente  morre que percebe que viveu uma vida de modo errado. Ou ! ‘Depois de já morto é que percebe? Então o Gabriel está admitindo que a nossa consciência ainda persiste após a morte, pois. Logo, isso confere à letra espiritualismo. Logo, é uma música espiritualista. Veja como o Gabriel nos diz a certa altura: “Quando cê vê você tá morto e a sua vida foi embora... Chegando a conclusão de que morreu e não viveu / Sua vida foi em vão /E só na morte você percebeu”. Perceba a letra :

Você é um Deus vivo
Então se liga porque essa vida é uma ida só
E foi para tantos que deixaram sempre tudo pra depois
E não estão mais aqui
Para poder chorar sorrir lutar sentir ganhar perder sofrer
Viver enfim
Porque o fim pra eles já chegou
Pra alguns antes do tempo pra outros depois que muito tempo passou
Mas todos têm seu tempo e a verdade é essa
Na hora em que a morte aparece por perto nada mais nos interessa
Tanto quanto a vontade de continuar respirando
Não há razão pra lembrar por exemplo quanto dinheiro estamos deixando
Não se pensa no carro nem mesmo na casa isso é tudo merda
Só pensamos nos planos que não realizamos pois da vida nada se leva
"Já era, e quantos sonhos não concretizei
Diziam que quem espera sempre alcança então eu esperei
Mas não alcancei"
É o que eles dizem quando chegam ao fim da linha
A mediocridade foi sua única conquista mas não será a minha
Pois como um alpinista eu subo aos poucos e busco o topo e busco a essência
Da minha existência
Se a gente num vence a montanha ao menos se ganha experiência
"Às vezes numa derrota se encontra a chave da próxima vitória.
Essa mensagem é importante você ouvir" então ouça agora
Muitos não escutam ou não entendem o que é simples demais
E quando encontram algo complexo e complicado vão correndo atrás
Se enrolam mais e mais
Tentando compreender
O que se passa com eles comigo e com você você você e você
Pois todo mundo é igual e no fundo nós somos crianças
Aprendemos a dar importância às diferenças mas não percebemos nossas semelhanças
Vivemos no mesmo planeta e ainda somos estranhos no mesmo ninho
Procuramos etês e cometas mas não conhecemos os nossos vizinhos
Que vida é essa a minha? Que vida é essa a sua?
O homem foi a lua mas a guerra continua
Qual é o preço do pregresso? Pra onde estamos indo?
Às vezes que nem Rita Lee eu penso que: "um dia eu quer ser índio"
Pois o tempo é um rio e jogamos tanto lixo nele e ele sempre varre
Mas quando o rio seca aí já é tarde demais
Então...

Aprenda a viver
Descanse quando morrer
Tudo que você precisa está dentro de você

Porque esperar um milagre dos céus que "diz que Deus dará"
O maior milagre que Deus nos dá é a capacidade de respirar
A V.I.D.A que um dia Ele vai tirar
Então (viva) intensamente a sua enquanto dá
Não tente viver a vida dos outros porque isto é muito escroto
Quando cê vê você tá morto e a sua vida foi embora esgoto a dentro
Mas o momento é sempre esse e a hora é agora
Não perde seu tempo acorda porque há tanta vida lá fora
E aqui dentro... como uma onda... cê vai se afogar
Depois que vira espuma é menos uma
Que não volta a se formar
Então não deixe a sua onda passar não deixe a sua onda passar
É um mar que tem onda pra todos
Mas não deixe ninguém dominar a sua
Você é uma obra prima e não precisa depender
De ninguém, nem um, nem dez, nem cem, pra completar o seu ser
Se der sorte antes da morte pode encontrar aquela tão sonhada cara-metade mas não durma enquanto espera
Cê tem sua própria vida pra viver
Desde feto
Amores te complementam e te dão afeto mas cê sozinho já é completo. E poderoso
Acredite
Existe um lugar em você onde é impossível que qualquer poder se infiltre
Ninguém pode te roubar
O que está dentro do seu coração da mente e da A.L.M.A.
Calma é bom mas muita calma é perigoso
Muitos esperam até o final por um sinal misterioso
Que nos guie do mal para o bem
Mas às vezes o sinal não vem
E você só sai dessa situação quando passa dessa pra melhor
Pro além
Pro desconhecido
Pro sono eterno
E é ai que cê ta perdido e encontra o verdadeiro inferno
Chegando a conclusão de que morreu e não viveu
Sua vida foi em vão
E só na morte você percebeu
Foi um erro um grande erro que não dá pra consertar
Agora cê chora sem forças
Tá indo embora e não pode voltar
Não consegue gritar
Tá sufocado
No mais amargo sofrimento
Sem ar
Sem paz
Arrependido de não ter vivido
Gritando por dentro: "Ainda é cedo!" (sua hora chegou cumpádi)
"Ainda é cedo" (agora é tarde)
Aceite a morte
Faz parte da vida
Mas se o seu peito ainda bate que bata forte. Viva!

Aprenda a viver
Descanse quando morrer
Tudo que você precisa está dentro de você

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

UMA SUGESTÃO PARA RESOLVER O CONFLITO ENTRE ISLAMISMO CONTRA O RESTO DO MUNDO











O recém eleito presidente estadunidense, Donald Trump promete acabar com o Estado Islâmico, e arte busca aproximação com a Rússia talvez nesse intuito, pois aí seriam imbatíveis na ação, tanto na Síria quanto no Iraque, e com certeza não será difícil dizimar o Estado Islâmico. Mas acabar com o Estado Islâmico não significa que resolveria o problema do terrorismo patrocinado por aguerridos fundamentalistas islâmicos que pela causa de Maomé não hesitam em fazer suas ações extremadas. Assim, ainda que Trump acabe com o Estado Islâmico, depois virá uma outra facção terrorista , talvez até pior, pois no livro sagrado do islamismo consta que Deus é Alá e quem não concordar é infiel e deve ser morto. Assim , enquanto não conseguirem converter todo mundo ao islamismo, guerreiros fanáticos fundamentalistas do islamismo , procurando seguir à risca o determinado por Alá, ou Maomé, quem lá sabe, vão continuar explodindo-se e tudo à volta, vão continuar explodindo carros-bombas, vão continuar jogando caminhões sobre multidões de infiéis, vão continuar arrancando cabeças, pois o Deus deles no seu livro sagrado ordena matar quem não adorar Alá, como Maomé disse que Alá lhe revelou no deserto. Desta forma, acabar com o Estado Islâmicoserá apenas um paliativo, que depois deve vir uma zorra pior porque o livro sagrado do islamismo manda matar e matar e matar quem não for com Alá , e assim , sempre os fundamentalistas vão se criar e assim sempre aprontar. Assim , o plano do Donald Trump não vai resolver o problema da matança terrorista e o problema dessas mortes cruéis só vai se agravar, a não ser que se resolva tomar uma atitude devida para com esses muçulmanos para acabar com explosões terroristas, atentados em geral e arrancadas de cabeça, pois o Deus Alá é terrível e manda mesmo botar pra descer, como fala Maomé no livro sagrado islão , o Corão. E qual seria essa atitude que seria a solução ? O fim das atrocidades cometidas pelos anjos de Alá aos infiéis que relutam em aceitar Alá ? Ora, simples, é só todo mundo aceitar Alá como eles desejam e se encerrarão as matanças e todos viverão em paz ! Certamente que será complicado mas é a única solução para resolver o problema, já que os caras se explodem mesmo, arrancam cabeças e tudo o mais garantindo que Alá que é o Deus mesmo e não tem outro. No princípio pode não se acostumar logo, mas depois é certo que vai se acostumar, pois o ser humano se adapta às circunstâncias de um modo ou de outro e muitos são capazes de altos sacrifícios por um mundo melhor , sem bombas assassinas, sem arrancadas de cabeças, sem queimadas de pessoas vivas. Pra começar é só pegar um volume do Alcorão, começar a ler e se deixar fazer a cabeça pelas ideias islâmicas lá contidas. Somos facilmente autossugestionáveis, e com algumas boas lidas do alcorão com uma boa vontade logo você já estará vaticinando : “Maomé é o cara mesmo!” “Alá é que é o Deus mesmo !“; pronto ! E assim fica resolvido o problema e instaurada a paz no mundo. Eu sei que você ainda está relutando com a ideia, mas voc~e não vai querer que continuem explodindo tudo e todos e arrancando cabeças , né ? Já viu que esse Maomé e Alá são mesmo poderosos, né ? Que eles se explodem mesmo e arrancam cabeças. Você vai querer que arranquem sua cabeça ? Claro que não ! Então ! Depois se é para o bem da humanidade , para não haver mais explosões e matanças e o mundo ter um pouco mais de paz todo sacrifício é válido, e depois , que importa o nome do criador, se Alá , se Jeová se Não Sei Quem Lá ; então não custa nada que o chamemos de Alá, ora ! Logo nos acostumamos com esse nome para Deus , que tem até um certo sentido literal fônico , se pensarmos ' há lá' , há lá no firmamento o Criador ; pronto !Claro que não está nos planos de ninguém adotar um deus estranho , mas menos ainda está nos planos de alguém ter a cabeça arrancada, né ?E depois , é necessário pensar no lado positivo ! Sempre há um lado positivo em qualquer situação e devemos sempre valorizá-lo para melhor aceitarmos as mudanças drásticas nas nossas vidas ! Pois bem, um fator positivo da atitude de aceitarmos Alá é que não haverá mais guerra entre católicos e protestantes, pois não haverá mais nem católicos nem protestantes , pois todo mundo será muçulmano. Todas as Igrejas serão destruídas ou se tornarão em mesquita para cultos a Alá , e sendo só Alá , não haverá porque haver brigas onde um diz que Deus quer assim e outro diz que Deus quer assado. Sendo Alá ,haverá um consenso geral de como Deus quer e não haverá desentendimentos por causa de Deus, seja lá que nome ele tenha, e por que não Alá ? Um nome até simpático para o Criador, pois há lá no firmamento o criador ! Para os cristãos mais apaixonados será muito difícil conviver no mundo sem a ele orar , sem a ele se voltar, mas vai fazer o quê ? Ter a cabeça arrancada ? Melhor é se converter a Alá , ainda que aparentemente e esperar o Cristo voltar para mostrar quem é mesmo que  manda neste planeta de Deus de Moisés, Abraão e Companhia. O Cristo Redentor certamente será implodido e em seu lugar ergurão uma gigantesca escultura de Maomé, mas Ninguém impedirá que alguém esteja com a mente e o coração voltados para Jesus, aguardando ansioso a sua volta,  ainda que se curvando no chão em mesquitas. Da mesma forma, não haverá mais disputas religiosas de qualquer espécie, pois tudo será Alá ! Alá resolverá assim todo tipo de rusga entre facções religiosas, eliminando essas facções. Assim , não brigarão budismo nem lamaísmo , nem isso nem aquilo, pois todos serão filhos de Alá e pronto ! Os afrodescendentes não terão mais do que se queixar por desrespeito e preconceito com as suas religiões, pois não terá mais Candomblé, nem Umbanda , nem Vudu, pois nenhuma delas subsistirá; apenas o islamismo será a religião universal. A galera LGBT não vai mais reclamar de sofrer de preconceito e de ser assassinados pelos intolerantes, pois nãohaverá mais homossexuais, pois ninguém será homossexual, a não ser que queira ter a cabeça arrancada para insistir na ideia de ser gay. Todo mundo com a barba hirsuta e bigodões e aquele torço sobre a vestimenta característica e ninguém vai ficar com "cara de viado" como diz o Raul, e também não vai ter mais mulheres "botando aranha pra brigar ".  Também os homens não mais se queixarão de carregarem chifres devidamente colocados por suas companheiras pois será muito difícil que a companheira o traia ainda desde que Alá ordena enterrá-la apenas com a cabeça de fora e receber pedradas a rodo  pra deixarem de serem corneteiras. Só se ela for doida para chifrar o marido, sujeita a ter a cabeça como alvo de violentas pedradas. Por outro lado as mulheres não poderão se queixar de que o seu marido a trai , pois o cara  poderá ter até quatro esposas, quem sabe até um harém, e será coisa normal e consentida por Alá, segundo Maomé diz, e então homens e mulheres viverão em paz, cada um sabendo até onde pode ou não pode em relação aos seus ímpetos sexuais.

Ninguém se queixará de ladrão , pois só se o cara for maluco para roubar e ter a mão cortada a facão.

Ninguém mais se queixará dos traficantes de drogas ou dos crimes por eles perpetrados , pois não haverá mais drogas; não haverá mais bebuns, nem , nem lombrados, nem cheiradões, nem noiados, pois não haverá cachaça nem maconha nem cocaína nem crack. Todo mundo vai ter que ficar é de cara, sóbrio, se não quiser ser fuzilado por consumir quaisquer substância viajante.  Não haverá preocupação com organização do carnaval nem os problemas dele decorrentes porque não vai ter mais Carnaval ; ninguém precisará mais se preocupar com os presentes de Natal no final do ano porque simplesmente não haverá Natal, nem ninguém mais vai se preocupar com os excessos cometidos nas sexta-feiras santa, pois não haverá mais Sexta-Feira Santa ; não precisarão mais gastar dinheiro com os cada vez mais caros Ovos de Páscoa pois não vai haver mais Páscoa. Do mesmo modo não haverá mais preocupação com os acidentes com fogos no São João porque não haverá mais São João, mas haverá festas festivas islâmicas , porém todo mundo de cara ! nada de drogas, né ? Então ! Do mesmo modo não se precisará gastar altas fortunas mais com o reveion pois não se comemorar mais passagem de ano no final do mês de dezembro, mas no dia em que se muda o ano no islã , mas nada de drogas quaisquer , se não quiser ser fuzilado. Também não haverá mais guerras ideológicas entre comunistas  e capitalistas, pois tudo será uma teocracia não se cogitará nenhuma mudança de regime ; capitalistas e comunistas abandonarão suas convicções políticas e se resolverão com Alá. Também não se precisará mais se preocupar com o conflito entre nazistas e judeus, pois ambos viverão pacificamente sob a égide do islamismo. Não mais nazistas e não mais judeus orarão juntos nas mesquitas com bigodões , barbonas e torços de metros de panos. Da mesma forma se dará uniões no mundo inteiro. Todos os grupos ou etnias que vivem em conflito viverão em paz no planeta totalmente islâmico, conquistado com a boa vontade de todos que não querem ter as cabeças arrancadas e se renderam às provas de fé dos muçus que se explodem pelo seu Deus. Assim os coreanos do norte e do sul se unirão em mesquitas pacificamente orando a Alá com os bundões para cima ; e também da mesma forma japoneses e chineses e taiwanos , todos se unirão por Alá num mundo todo sob as benesses desse Deus tão exigente. Logo,  todos se acostumarão com a nova vida e o mundo viverá feliz para sempre com todos em paz graças a Alá ! Ou quer ter a cabeça arrancada aa faca ?  A paz no mundo sem atentados terroristas, sem arrancação de cabeças só depende de nós ! Vamos gente custa nada um sacrificiozinho pela paz , né ? Ou prefere ter a cabeça arrancada ? Ou tem uma sugestão melhor ?

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

POBRES RICOS BRASILEIROS

"A POBREZA DA RIQUEZA

           Em nenhum outro país os ricos demonstram mais ostentação que no Brasil. Apesar disso, os brasileiros ricos são pobres. São pobres porque compram sofisticados automóveis importados, com todos os exagerados equipamentos da modernidade, mas ficam horas engarrafados ao lado dos ônibus de subúrbio. E, às vezes, são assaltados, seqüestrados ou mortos nos sinais de trânsito. Presenteiam belos carros a seus filhos e não voltam a dormir tranqüilos enquanto eles não chegam em casa. Pagam fortunas para construir modernas mansões, desenhadas por arquitetos de renome, e são obrigados a escondê-las atrás de muralhas, como se vivessem nos tempos dos castelos medievais, dependendo de guardas que se revezam em turnos.
          Os ricos brasileiros usufruem privadamente tudo o que a riqueza lhes oferece, mas vivem encalacrados na pobreza social.Na sexta-feira, saem de noite para jantar em restaurantes tão caros que os ricos da Europa não conseguiriam freqüentar, mas perdem o apetite diante da pobreza que ali por perto arregala os olhos pedindo um pouco de pão; ou são obrigados a restaurantes fechados, cercados e protegidos por policiais privados. Quando terminam de comer escondidos, são obrigados a tomar o carro à porta, trazido por um manobrista, sem o prazer de caminhar pela rua, ir a um cinema ou teatro, depois continuar até um bar para conversar sobre o que viram. Mesmo assim, não é raro que o pobre rico seja assaltado antes de terminar o jantar, ou depois, na estrada a caminho de casa. Felizmente isso nem sempre acontece, mas certamente, a viagem é um susto durante todo o caminho. E, às vezes, o sobressalto continua, mesmo dentro de casa.

         Os ricos brasileiros são pobres de tanto medo. Por mais riquezas que acumulem no presente, são pobres na falta de segurança para usufruir o patrimônio no futuro. E vivem no susto permanente diante das incertezas em que os filhos crescerão. Os ricos brasileiros continuam pobres de tanto gastar dinheiro apenas para corrigir os desacertos criados pela desigualdade que suas riquezas provocam: em insegurança e ineficiência.
           No lugar de usufruir tudo aquilo com que gastam, uma parte considerável do dinheiro nada adquire, serve apenas para evitar perdas. Por causa da pobreza ao redor, os brasileiros ricos vivem um paradoxo: para ficarem mais ricos têm de perder dinheiro, gastando cada vez mais apenas para se proteger da realidade hostil e ineficiente.
Quando viajam ao exterior, os ricos sabem que no hotel onde se hospedarão serão vistos como assassinos de crianças na Candelária, destruidores da Floresta Amazônica, usurpadores da maior concentração de renda do planeta, portadores de malária, de dengue e de verminoses. São ricos empobrecidos pela vergonha que sentem ao serem vistos pelos olhos estrangeiros.
          Na verdade, a maior pobreza dos ricos brasileiros está na incapacidade de verem a riqueza que há nos pobres. Foi esta pobreza de visão que impediu os ricos brasileiros de perceberem, cem anos atrás, a riqueza que havia nos braços dos escravos libertos se lhes fosse dado direito de trabalhar a imensa quantidade de terra ociosa de que o país dispunha. Se tivesse percebido essa riqueza e libertado a terra junto com os escravos, os ricos brasileiros teriam abolido a pobreza que os acompanha ao longo de mais de um século. Se os latifúndios tivessem sido colocados à disposição dos braços dos ex-escravos, a riqueza criada teria chegado aos ricos de hoje, que viveriam em cidades sem o peso da imigração descontrolada e com uma população sem miséria.
           A pobreza de visão dos ricos impediu também de verem a riqueza que há na cabeça de um povo educado. Ao longo de toda a nossa história, os nossos ricos abandonaram a educação do povo, desviaram os recursos para criar a riqueza que seria só deles, e ficaram pobres: contratam trabalhadores com baixa produtividade, investem em modernos equipamentos e não encontram quem os saiba manejar, vivem rodeados de compatriotas que não sabem ler o mundo ao redor, não sabem mudar o mundo, não sabem construir um novo país que beneficie a todos. Muito mais ricos seriam os ricos se vivessem em uma sociedade onde todos fossem educados.
             Para poderem usar os seus caros automóveis, os ricos construíram viadutos com dinheiro de colocar água e esgoto nas cidades, achando que, ao comprar água mineral, se protegiam das doenças dos pobres. Esqueceram-se de que precisam desses pobres e não podem contar com eles todos os dias e com toda saúde, porque eles (os pobres) vivem sem água e sem esgoto. Montam modernos hospitais, mas tem dificuldades em evitar infecções porque os pobres trazem de casa os germes que os contaminam. Com a pobreza de achar que poderiam ficar ricos sozinhos, construíram um país doente e vivem no meio da doença.
          Há um grave quadro de pobreza entre os ricos brasileiros. E esta pobreza é tão grave que a maior parte deles não percebe. Por isso a pobreza de espírito tem sido o maior inspirador das decisões governamentais das pobres ricas elites brasileiras.
Se percebessem a riqueza potencial que há nos braços e nos cérebros dos pobres, os ricos brasileiros poderiam reorientar o modelo de desenvolvimento em direção aos interesses de nossas massas populares. Liberariam a terra para os trabalhadores rurais, realizariam um programa de construção de casas e implantação de redes de água e esgoto, contratariam centenas de milhares de professores e colocariam o povo para produzir para o próprio povo. Esta seria uma decisão que enriqueceria o Brasil inteiro - os pobres que sairiam da pobreza e os ricos que sairiam da vergonha, da insegurança e da insensatez.
Mas isso é esperar demais. Os ricos são tão pobres que não percebem a triste pobreza em que usufruem suas malditas riquezas".                     
                                                                           Cristovam Buarque

terça-feira, 11 de outubro de 2016

MARXISMO , O IDEAL DE UMA SOCIEDADE JUSTA !
















A Revolução Industrial europeia fez crescer duas coisas espetaculares: a riqueza da burguesia e a miséria operária. Então, surgiram pensadores socialistas que achavam que a culpa não era da indústria , mas do capitalismo.
       O principal pensador do Socialismo foi o alemão Karl Marx. Em suas obras O Manifesto Comunista ( de 1948, escrito junto com seu amigo Friedrich Engels ) e O capital ( 1867 ), ele defendeu o chamado Socialismo Científico ( também chamado de marxismo ). para Marx, " demonstra-se cientificamente" que:
1. O capitalismo é um sistema injusto. A única maneira de a burguesia lucrar, acumular capital, é explorando a força de trabalho do proletariado. As reformas sociais são importantes, mas no fundo todos os tipos de capitalismo são mesmo selvagens.
2. O capitalismo é irracional. A economia voltada para o lucro de uns poucos desgraça a vida da maioria. O mercado é descontrolado, não impedindo que ocorram crises econômicas terríveis. Nessas crises, há condições para o proletariado realizar a revolução socialista.
3. Através da revolução, o proletariado liquida o capitalismo e o Estado burguês, que mesmo quando democrático só existe para defender a burguesia. A nova sociedade, socialista é justa e racional. As fábricas, minas, bancos, terras, empresas , etc. que passam a pertencer coletivamente ao povo trabalhador. A economia é racionalmente planejada por um Estado dirigido pelos trabalhadores e, portanto, muito mais democrático do que qualquer governo capitalista. O objetivo da economia não é o lucro, mas o bem-estar social. 
      Marx e Engels foram os primeiros a dar uma importância gigantesca ao proletariado. Em vez de os trabalhadores serem "pobres coitados"  , passaram a ser considerados como a maior força revolucionária do planeta. Entretanto, dizem os marxistas, muitos trabalhadores estão embriagados com a cachaça ideológica burguesa, ou seja, as ideias dominantes numa sociedade são as da classe dominante, que diz que "os trabalhadores devem ser conformados " , que " sempre haverá ricos e pobres " , que "o socialismo é um sonho impossível ", etc. Por isso, os trabalhadores devem criar seu próprio partido político revolucionário, que esclareça os trabalhadores, que divulgue as ideias  do socialismo científico, que dirija a luta operária, que comande a revolução socialista.
        Baseado nas ideias de Marx, estourou a Revolução Socialista na Rússia em 1917, dirigida pelo partido bolchevique liderado por V. I. Lênin. Dela, surgiria a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas ( URSS ).  A partir disso, a maioria dos marxistas-leninistas do mundo inteiro partiram para fundar os partidos comunistas em seus países.  ( Mario Schmidt - Nova História Crítica do Brasil - 500 anos de História malcontada. 1977  ; Pág. 246 )